5 dicas de cuidados com dentes de crianças

Tempo de leitura: 4 min

Escrito por admin
em junho 28, 2022

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

Embora a maioria dos pais incentivem as crianças a manter uma boa higienização bucal, poucos sabem as fases do surgimento dos dentes de crianças

Isso muitas vezes pode implicar em uma criação de hábitos que, embora possam parecer saudáveis, prejudicam a boca dos pequenos.

Antes de mais nada, é bom ressaltar, que a escovação dentária deve estar presente na vida de todos, principalmente desde a infância, ainda mais tendo em vista que é nessa fase que os hábitos começam a tomar conta da rotina no dia a dia. 

Além disso, a consulta ao dentista também deve estar presente, através de um odonto empresarial, por exemplo.

Dessa maneira, com a finalidade de instruir os parentes que têm filhos pequenos, é importante que a leitura e o conhecimento de algumas dicas estejam em dia.

Quando se trata de saúde bucal, todo o cuidado deve ser minucioso e bem feito, para evitar complicações. Caso haja algum problema, utilize o seu plano dental para empresa, se possível.

Fases dos dentes das crianças

Antes de conhecer os melhores cuidados que se deve ter quando o assunto é a saúde bucal das crianças, é relevante entender quais são as suas fases de dentição, já que os dentes vão mudando ao longo da vida, com funcionalidades e aspectos diferentes. 

Todas as fases são tratadas em um plano odontologico para empresas.

Os primeiros dentes da boca da criança, os de leite, também conhecidos como decíduos, começam a surgir a partir dos seis meses de vida, tendo início, normalmente, pelos incisivos inferiores. 

Em um intervalo de dois meses, erupcionam os incisivos centrais e laterais superiores.

Com aproximadamente quinze meses de vida, os primeiros molares superiores são erupcionados e, a seguir, nessa ordem:

  • Inferiores;
  • Caninos;
  • Segundos molares inferiores;
  • Segundos molares superiores.

Dessa maneira, o correto é que, quando o bebê alcance em torno de dois a três anos, é comum que haja no total vinte dentes na boca, em que parte dos dez são superiores e o resto inferiores. 

Caso a dentição da criança aparente qualquer problema ou algo fora do comum, realize uma consulta através do convenio odontologico para mei.

Uma coisa que os pais já devem ter percebido, é que durante o período de erupção dos dentes, algumas crianças acabam apresentando dificuldades. 

Desse modo, começam a ter alguns sintomas, como a febre, por exemplo. Vale constar que isso é totalmente normal, e cada criança reage de uma maneira diferente.

Porém, os sintomas não devem ser descartados, e deve-se realizar consultas com profissionais da área da saúde de maneira recorrente, para colocar todos os exames em dia. 

Caso você participe de um convênio ou tenha um negócio próprio, utilize os benefícios do plano odontologico para cnpj, por exemplo, para evitar que os problemas bucais causem complicações.

Dicas de cuidados a serem tomados

Agora que ficou mais claro as fases da dentição da criança, é importante também entender quais são os principais cuidados a serem tratados, para que a criança não tenha nenhum problema com a escovação, e ainda consiga manter esse hábito saudável durante toda a vida.

  1. Nunca deixe de realizar a limpeza diária

Muitos pais, principalmente quando estão cansados, acabam esquecendo de realizar a limpeza bucal corretamente nos pequenos, o que não deve acontecer. 

A negligência dessa ação pode acarretar em diversos problemas de forma precoce, o que acaba sendo mais prejudicial pelo fraco sistema imunológico.

  1. Faça a hora da escovação divertida

Todo mundo sabe que o momento de escovar os dentes não é das mil maravilhas, e isso é ainda pior quando se é mais novo. 

Tente realizar uma brincadeira na hora da escovação. Faça com que seja um momento leve, que a criança sinta vontade de escovar também.

  1. Sempre acompanhe a escovação

A partir do momento que a criança começar a escovar os dentes sozinho, você não deve deixar de acompanhar se ela está fazendo da maneira correta, pois muitos acabam fazendo de qualquer jeito. 

Por isso, sempre esteja presente nessa hora, para também servir como um incentivo aos seus filhos.

  1. Faça ela utilizar fio dental

O que mais se vê por aí são crianças não utilizando o fio dental. Isso a longo prazo pode fazer mal para a saúde bucal. 

Por isso, juntamente com a escovação dentária, incentive seus filhos a usarem o fio dental.

  1. Consulte o dentista com sua criança

Não basta apenas a saúde bucal sendo cuidada em casa. É preciso frequentar sempre um profissional adequado, pois é ele quem irá passar as melhores dicas acerca de como fazer a escovação bucal correta.

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.